24ª edição das Surdolimpíada pela primeira vez na América Latina

Avatar photo
Leci da Silva
02/05/2022
Tempo de leitura: 3 minutes

A Surdolimpíada de Verão é a segunda competição multidesportiva mais antiga do mundo, perdendo apenas para os Jogos Olímpicos. O evento, que acontece a cada quatro anos, será sediado pela primeira vez na América Latina. A cidade de Caxias do Sul/RS, deve receber participantes de 79 países.

Ela é organizada pelo Comitê Intrnacional de Esportes para Surdos, em conjunto com o comitê organizador local. Todas as competições devem acontecer em Caxias do Sul e na vizinha Farroupilha. Para esta edição que começa no domingo (01/05) e vai até dia 15 de maio são esperados cerca de 5000 participantes, entre atletas e comissões técnicas.

Segundo a Confederação Brasileira de Desportos para Surdos (CBDS) esta é a sétima participação do Brasil nos jogos, com nossa maior deleção, com 238 integrantes. O país será representado em 17 das 20 modalidades masculinas e 14 das 18 femininas. No masculino e feminino, Futebol, Vôlei, Handebol, Basquete, Atletismo, Badminton, Natação, Ciclismo, Mountain Bike, Tiro Esportivo, Orientação, Tênis de Mesa, Judô e Karatê. E ainda Tênis, Vôlei de Praia e Taekwondo apenas no masculino.

O líder do sonho surdolímpico tem nome: Gustavo Perazzolo. O caxiense é o atual presidente do Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD). Inicialmente, a competição estava prevista para ocorrer em 2021. No entanto, a pandemia mudou o planejamento. Sete países desistiram de ser sede.

Assim, Perazzolo viu a oportunidade de Caxias do Sul abraçar o megaevento. “Tinha sido escolhido um outro país, e foram sete cancelamentos. Naquele momento, estava como vice-presidente do ICSD e percebi que tinha essa negação de alguns países e fiquei pensando: sou caxiense e participei de muitas modalidades como triatleta, de sul-americanos, panamericanos, mundiais, todos aqui em Caxias. Com muita coragem, conversei com o pessoal da UCS e começamos a desenvolver esse movimento. Não tínhamos dinheiro, nada. Iniciamos do zero”, explicou Perazzolo.

A cerimônia de abertura, com o espetáculo Mãos que Falam, foi iniciada às 18h do dia 01/5, e foi restrita apenas para participantes e autoridades convidadas.  “Há vários núcleos envolvidos, e que também passam pela cenografia, luz, som, projeções, coreografias, enfim, que oferecem um espetáculo que toque em todos os sentidos, reverberando em especial o da emoção, buscando com que o universo surdo se identifique e sinta a energia da nossa cultura em interação com eles”, disse o diretor responsável pelo show, Paquito Masiá Herrera.

O evento contará com a participação de mais de 5 mil atletas vindos de 77 paíse e a transmissão ao vivo pode ser acompanhada por streaming pela Deaflympics TV by XPlay, por meio do App Deaflympics TV ou ainda nas redes sociais da Deaflympics e XPlay TV.

Mais informações sobre as categorias, atletas participantes e horários das competições estão disponíveis no site oficial do evento.