O líder ciumento!

O líder ciumento!
Para muitos, o que vou falar no artigo de hoje pode parecer estranho, mas é mais comum do que você imagina. Sim, em muitos casos o líder sente ciúmes de membros da sua equipe, e se ele não for capaz de controlar este sentimento, motivado pelo ego, ele pode vir a projetar as suas emoções quanto a isso naquela pessoa a qual inveja. Eu, que já trabalhei com inúmeros líderes no Brasil e até mesmo no exterior, muitas vezes me deparei com situações como essa. Tenho certeza que você, em algum momento, já presenciou situações em que o líder procura denegrir a imagem ou as ações de uma pessoa em específico a qual está dando resultados excelentes aos olhos de todos. Você deve pensar: Ronan, isso não é líder! Lembrem-se: “o líder é um ser humano cheio de defeitos como qualquer outro, a diferença é que ele tem humildade de reconhecer as suas fraqueza e trabalhá-las”. Isso que estou falando para você é mais comum em líderes mais jovens, que estão aprendendo que para ser um exemplo é preciso dominar o ego e torcer incondicionalmente pelas pessoas. Quando somos jovens queremos mostrar as nossas competências e habilidades, e procurarmos com todas as nossas forças buscar sermos reconhecidos pela organização e pelos líderes acima. Neste momento, se não temos a consciência ou alguém ao lado que seja capaz de nos alertar do nosso comportamento, corremos o risco de errar com as pessoas a nossa volta que estão buscando o mesmo. Em empresas familiares isso é ainda mais comum. Filhos que viram os pais construírem negócios sólidos desejam mostrar para a família o quanto são capazes. Os pais durões acabam muitas vezes não reconhecendo isso e, para piorar, elogiam pessoas que estão ao lado, deixando esses filhos frustrados pela falta de reconhecimento e, para piorar, gerando uma “birra” com o funcionário que foi elogiado. O problema fica ainda maior quando esse funcionário exerce uma função de líder e começa a “brilhar” mais do que o seu gestor direto. Ele acabará, muitas vezes, recebendo uma forte projeção emocional negativa do seu líder. Na psicologia chamamos de projeção quando uma pessoa procura jogar na outra seus sentimentos negativos. Certa vez o proprietário de uma empresa, com inveja do seu diretor comercial, que aumentara em pelo menos cinco vezes as vendas, chamou-o para uma conversa de feedback e disse-lhe que toda a empresa estava bagunçada e desorganizada, inclusive as vendas. Nesta hora esse diretor, que era meu cliente, sabendo da projeção, ouviu atentamente e perguntou o que ele poderia fazer para resolver, mesmo sabendo que no seu setor estava tudo certo. Lidar com a inveja do líder requer muita inteligência emocional de quem recebe as projeções. Sempre oriento meus líderes como agir, mas aqueles que são mais sensíveis correm o risco de sofrer manipulação e tortura psicológica. Nestes casos a psicoterapia ajuda muito a resolver. Quanto ao líder, ele precisa ser consciente do seu comportamento e trabalhar suas emoções. Quando a liderança narcisista tomar consciência de que isso atrapalha a ela mesma, é capaz de resolver o problema, justamente porque esse modo de ser líder tem nada ou pouco de empatia para com seus liderados. Esse líder precisa se aproximar dos talentos da empresa e conhecê-los na essência. Liderar é estar em constante aprendizado e entender que para que a equipe tenha fé em suas atitudes, ações e seus comportamentos, ele não precisa ser um Deus, mas alguém que permita que os outros cresçam ao seu lado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Olá, podemos ajudar?
Olá, podemos te ajudar?