Neste mês, embarcamos em direção ao continente Europeu, e lá, desembarcamos na segunda maior cidade da União Européia. Quem já conheceu Madrid, sabe do que eu vou falar pra vocês nesta nova edição do Diário de Bordo.

Madrid é a capital e a maior cidade da Espanha. Localiza-se bem no centro do país, e é considerada a cidade mais acolhedora da Espanha.

Hoje possui mais de 6,55 milhões de habitantes que vivem na área metropolitana da cidade. Situada no centro do país, é uma cidade de avenidas elegantes e parques grandes e bem cuidados, como o Buen Retiro. Ela é famosa pelos ricos acervos de arte europeia, entre os quais estão as obras de Goya, Velázquez e outros mestres espanhóis no Museu do Prado. O centro da antiga Madri da época da Casa de Habsburgo é a Plaza Mayor, é uma praça retangular, rodeada de todos os lados de edifícios de três pisos, sendo a sua entrada apenas possível através dos nove pórticos,e nas proximidades ficam o barroco Palácio Real que é a antiga residência oficial do rei da Espanha Felipe VI e sua esposa Leticia da Espanha e o Arsenal Real, que exibe armas históricas da monarquia Espanhola.

A plaza de toros, foi inaugurada em 1931, toda a renda naquela época, foi destinada aos desempregados da crise que assombrava a Espanha naquela época. Nos dias de hoje de março a outubro, celebra-se todo fim de semana na plaza de toros. Além disso, há uma programação mais extensa nos feriados e há outros ciclos com atividades diárias, como a Feira da Comunidade, final de abril e início de maio; San Isidro, um mês inteiro de festividades durante maio e junho; e a Feira de Outono, no final de setembro.

Se engana quem pensa que Madri só vive de toradas, não. Madri é rodeada de monumentos deslumbrantes, e vou dizer um segredo pra vocês: Foi uma das cidades que mais caminhei na minha vida. Saia pela manhã e chegava de madrugada em casa. Encantado! Um dos monumentos que mais me encantou foi a Puerta de Alcalá. Rodeada por um tapete de flores (na primavera e no verão, é claro), a porta é cartão postal da cidade. Está perto do Parque do Retiro, na Calle de mesmo nome. E o Parque del Buen Retiro, um grande e bem cuidado parque da cidade com lago para fazer passeios de barco e descansar de um longo dia de caminhada ou visitação.

Lá você vai encontrar belíssimas fontes como a do Anjo Caído e a Fonte dos Galápagos.
Tome cuidado apenas com o assédio das ciganas querendo ler sua mão. Não é de graça… elas ficam pedindo dinheiro depois.

E não posso deixar de falar aqui das maravilhosas lojas que existem por lá na cobertura das lojas El Corte Inglés edifício, na plaza del callao, tem um gourmet experience na cobertura do prédio, onde servem as mais variadas culinárias e drinks do mundo, com uma vista da cidade, capaz de dar inveja a qualquer um que passa por lá. Peça pra tomar com um bom drink as famosas tapas espanholas nada mais são do que petiscos que compõem o happy hour de um bom espanhol.

São servidos quentes, frios, fritos ou espetinhos. Podem ser nachos, torradas, brusquetas, azeitonas, frios fatiados, batatas bravas, cubinhos de carnes, queijos, tortillas e etc.

É muita coisa né? Madri tem muitos lugares bacanas e restaurantes maravilhosos, todos os amigos que desembarcaram por lá, não fazem reclamação nenhuma para o País, ao contrário, são somente elogios. Espero que tenham gostado das dicas, até o próximo mês!

Abrir chat
Olá, podemos ajudar?
Olá, podemos te ajudar?