O surgimento do novo viajante

O impacto da pandemia e do trabalho remoto deve transformar o turismo. Mais calmos e conscientes, conheça o novo perfil dos viajantes.

Por Cláudio Leon Levy, Sócio Diretor Executivo da Lansay

De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae, os brasileiros estão ansiosos para voltar a viajar. Cerca de 70% dos entrevistados afirmam que desejam celebrar a retomada com uma viagem especial, enquanto 50% declaram que desejam viajar com mais frequência pós-pandemia. No entanto, é preciso conhecer este novo viajante que surge: muito mais consciente e disposto a passar mais tempo longe de casa.

Com a imunização em massa e a retomada plena do turismo, prevemos a ascensão de um novo tipo de turista: viajante consciente. Com muito mais planejamento sobre as viagens que faz e menos imprudente com os gastos, o foco agora está nas relações pessoais e menos nos cartões postais. Mais do que uma visitinha rápida aos finais de semana, o novo turismo está pautado em apreciar o ambiente, a rotina das cidades e conhecer os habitantes locais.

A mudança será bastante impactada pela popularização do trabalho remoto. Segundo levantamento da PNAD Covid-19, 7,3 milhões de pessoas estavam em Home-Office, que deve se consolidar. Gigantes, como o Twitter, anunciaram que, após a pandemia, o tele trabalho será permanente para os colaboradores que ocupem cargos que possibilitam a modalidade. No Brasil, a Petrobrás estuda a possibilidade de trabalho híbrido, com 50% dos colaboradores em trabalho remoto e os demais presenciais.

Assim, com a liberdade de trabalhar de qualquer lugar, por que não transformar o mundo no seu escritório? A nova dinâmica permite equilibrar lazer e responsabilidades, e será primordial para elevar o crescimento do setor de turismo nos próximos anos – tanto pelo maior volume de turistas, quanto pela possibilidade do turismo ao longo do ano todo e não apenas nos meses de férias.

Com o trabalho remoto, as viagens de finais de semana agora podem se estender por 10 dias, aproveitando dois finais de semana, por exemplo, e com tempo livre para aproveitar as atividades matinais e a vida noturna da cidade nos dias úteis. A contrapartida é relativamente simples, uma boa conexão wi-fi, pequenas salas com isolamento acústico para reuniões breves, flexibilidade no atendimento, atividades antes do horário de entrada, na hora do almoço e noites liberadas – começa a valer o melhor custo e benefício.

As pessoas estão ansiosas para sair de casa e o setor de turismo está igualmente animado para voltar a receber os viajantes. Com consciência, mudanças necessárias e novos protocolos de segurança, as companhias aéreas, hotéis, pousadas, pequenos estabelecimentos e trabalhadores autônomos, já começam a voltar ao trabalho e provar que é seguro voltar a viajar.

Neste último mês abrimos as contratações na indústria houve uma retomada no varejo e o mercado corporativo vem procurando malas de viagens para seus eventos para presentear seus colaboradores. Este é um sinal forte que o turismo vem crescendo rápido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Olá, podemos ajudar?
Olá, podemos te ajudar?