Parcelamento de títulos protestados facilita quitação de dívidas de pessoas físicas e jurídicas

O 1º. Tabelionato de Protesto de Porto Alegre passa a operar com o parcelamento dos emolumentos e dos títulos protestados em até 12 vezes.

Com o objetivo de auxiliar na retomada da economia, após um período de 1 ano de isolamento social, o 1º. Tabelionato de Protesto de Porto Alegre passa a operar com o parcelamento dos emolumentos e dos títulos protestados. Os pagamentos podem ser feitos, diretamente no tabelionato, por pessoas físicas e jurídicas em até 12 parcelas no cartão de crédito.

Entre as dívidas que podem ser regularizadas através do parcelamento estão IPTU, IPVA, boletos de cobranças de empresas, sentenças judiciais protestadas, dívidas de órgãos públicos, ou seja, qualquer cobrança ou título que esteja apontado em cartório. Além disso, o parcelamento se estende também para as custas e emolumentos de cancelamento de protesto, que liberam o CPF ou CNPJ dos cadastros de devedores. “A iniciativa traz benefícios a usuários, facilitando a forma de pagamento, e a credores, aumentando o número de recebimentos de dívidas em aberto. Esse movimento auxilia empresas a equilibrar o fluxo de caixa e cidadãos que podem eliminar restrições em seu nome. Essa é uma alternativa que pode auxiliar pessoas físicas e jurídicas da Capital gaúcha em um momento difícil para a economia do país”, afirma Evandro Nogueira de Azevedo, 1º Tabelião de Protestos de Porto Alegre.

Serviço:

Parcelamento de emolumentos e títulos protestados

1º. Tabelionato de Protesto de Porto Alegre

Local: Av. Independência, 925, sala 203

Informações: http://primeirotabelionato.com.br ou 51 3021-56-00

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Olá, podemos ajudar?
Olá, podemos te ajudar?