Em 23 de abril é celebrado o Dia Mundial do Livro

Avatar photo
Sérgio González
22/04/2022
Tempo de leitura: 2 minutes

Leitura é incentivada junto às vovós e vovôs do Asilo Padre Cacique

Entre as diversas atividades promovidas no Asilo Padre Cacique, a leitura é uma das preferidas. As vovós e vovôs são incentivados a manterem o gosto pelos livros. “Estudos mostram que ler é um meio de atenuar os efeitos do envelhecimento é um meio de ajudar na prevenção de doenças degenerativas do corpo e da mente. Auxilia no funcionamento cerebral e na socialização dos idosos”, explica o presidente do Asilo Padre Cacique, Edson Brozoza.

Altair Guedes, 76 anos, reside há dois anos no Asilo Padre Cacique. Lê em média dois livros por mês. “Além de ser um entretenimento, o livro é uma fonte de informação”, afirma.

Helenita Cruius, 91 anos, reside há um ano no Asilo Padre Cacique. Lê em média um livro por mês. Segundo ela ler abre caminhos e rejuvenesce a mente. Outra moradora que é assídua nas leituras é Maria Julia, de 92 anos. Ela reside há três anos no Asilo Padre Cacique. Lê em média um livro por mês, de preferência aqueles voltados à religião.

Para incentivar a leitura, o Asilo Padre Cacique disponibiliza obras em diversos pontos da Instituição. O dia 23 de abril foi escolhido para ser o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor pela Unesco, em sua XXVIII Conferência Geral, ocorrida em 1995. Essa data homenageia os escritores Inca Garcilaso de la Vega, Miguel de Cervantes e William Shakespeare, que, coincidentemente, morreram em 23 de abril de 1616.